Relação Pai-Filho
Família

Amor de pai é diferente?

Hoje vamos conversar um pouco sobre o AMOR DE PAI. O pai não carrega o filho na barriga e não amamenta. Na verdade, seu vínculo com o filho começa após a chegada do bebê. Essa relação de amor entre PAI e FILHO deve ser construída a cada dia e com toda certeza, trará felicidade para toda família!

Graças a Deus até agora eu tive sorte! O pai do meu filho é um paizão. Cuida, alimenta,  coloca no banho, arruma, etc. Claro, dentro do tempo e das limitações dele. Acho que se pudesse, ele teria carregado e amamentado. Se bem que, do jeito que homem é, não iria aguentar (risos).

Os pais dessa nova geração estão mais participativos na vida dos filhos, o que é muito bom. Antigamente, até meados dos anos de 1950, os filhos eram “jogados” nas mãos das mães para que sozinhas educassem e cuidassem dos pequeninos enquanto os pais garantiam o sustento da família.

Um ponto positivo nesse novo perfil da atualidade, é que a criança em contato mais próximo com a figura paterna tem um amadurecimento emocional melhor, pois esse contato alimenta a auto-estima  e a segurança da criança. Para os meninos o pai serve de modelo e para as meninas serve de referencial masculino.

Independente da criança ter sido planejada ou não, a gravidez não aconteceu  sozinha. Foi um ato em conjunto. Pai e mãe. Então, os dois são responsáveis pelo filho desde o momento da fecundação.

Segundo a psicanalista Maria Cécilia P. da Silva, coordenadora da Clínica de Pais e Bebês, em São Paulo “acompanhar o desenvolvimento do filho e receber suas manifestações de afeto são experiencias gratificantes, que proporcionam uma satisfação e uma realização incomparáveis. As crianças crescem e naturalmente seguem seu caminho, se separando da família. Os primeiros anos são os mais ricos em oportunidades de compartilhar diferentes momentos e firmar vínculos que se estenderão por toda a vida”.

Sabe, dá trabalho ser mãe. Dá trabalho ser pai. E não é pouco trabalho não. Quem é pai e mãe sabe do que estou falando. Mas aquele que se ausenta da vida do filho, seja pai ou mãe, não sabe o que está perdendo. É trabalhoso, mas também é muito gratificante!

Existem mulheres que acham que os pais não sabem cuidar dos filhos. Se não sabem, aprendem! É importante incluir o pai nessa responsabilidade. Lembrei de uma situação bem recente que passei…  Fui para um Congresso de Mulheres da igreja e deixei meu filho de três anos com o pai o dia inteirinhoooo pela primeira vez, apenas pai e filho, sem ajuda de ninguém. Deixei todas as recomendações  e confiei no pai dele. Afinal de contas, ele já cuida muito bem do menino quando estou por perto,  porque não cuidaria na minha ausência? Não vou dizer que fiquei super tranquila, pois estaria mentido. Mas para minha surpresa, quando voltei, a casa, o marido e o filho estavam inteiros, alimentados e felizes! 😀

Não cobre perfeição do pai, mas sempre que preciso, lembre que ele também é responsável pelo cuidado e criação dos filhos. É preciso haver estímulo para o pai interagir com o filho e se sentir mais confiante para cuidar desde cedo dos pequeninos, construindo assim, uma relação de amor, confiança e respeito para toda  vida.

Finalizo nossa conversa com um conselho de uma escritora (E.G.W.) americana. “A tarefa de tornar um lar feliz não repousa sobre a mãe somente. O pai tem importante parte a desempenhar. […]O marido e pai é a cabeça da família. A esposa espera dele amor e interesse, bem como auxílio na educação dos filhos e isso é justo. […]Os filhos esperam do pai apoio e guia. E AMOR (grifo meu).

Até o próximo assunto!

Fiquem com Deus!

Isleide Braga

Sou uma MULHER de 33 anos que se sente menina às vezes. ESPOSA que ama é amada. MÃE coruja de dois príncipes. TÉCNICA EM NUTRIÇÃO que nunca exerceu essa profissão. PEDAGOGA e pós graduada em psicopedagogia que gosta muito de educação infantil. ALAGOANA que não gosta do calor. CRISTÃ apaixonada por Jesus! Sou Isleide, muito prazer!

One thought on “Amor de pai é diferente?

  1. João Paulo

    É uma honra para mim ser mencionado aqui nesse site, sou um pai coruja assumido, e com muito orgulho! Amo demais meu filho e cuido dele sempre que consigo, para dar uma folguinha à sua mãe, o meu grande amor Isleide!! Amo minha família e nunca vou me cansar de cuidar de vocês dois!! Sou muito grato a Deus por Ele ter me concedido tamanha bênção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SIGA-ME @ INSTAGRAM