Mãe e Filho
Família

Filhos!

Fiquei pensando sobre o que escreveria no primeiro Post. Pensei em falar sobre alimentação saudável ou compartilhar alguma receita que fiz em casa. Mas aí, resolvi escrever sobre filhos.  Tenho um filho de três anos e quatro meses. Ele é a alegria da minha vida! Tenho me dedicado bastante no que diz respeito a sua educação.  Pesa sobre mim a grande responsabilidade que tenho em transformá-lo num homem de bem. É simples? Não, não é. Sei que ainda estou no início da jornada e ainda tenho muito que ensinar e aprender também.  Filhos não chegam com manual! O que torna o trabalho mais complicado ainda. Leio bastante sobre o assunto e  às vezes me sinto tão incapaz pra tamanha responsabilidade.

O que devo ensinar ao meu filho? Essa é uma pergunta constante. Preciso ensinar o caminho da verdade, do amor, da paz, do céu. Não devo apenas apontar o caminho. Devo andar no caminho junto com ele.  Preciso também discipliná-lo, pois disciplinar é um ato de amor! Disciplinar cansa…  Às vezes tenho que falar (em tom suave) mais de 10 vezes algo que não quero que ele faça e no final das contas, ele acaba fazendo. Mas não devemos desistir e sim insistir!  Devemos lembrar também que a criança aprende mais pelo que vê do que pelo que ouve. Portanto, nossos atos precisam ser coerentes com as nossas falas. Não adianta dizer: “não grite!” se você está gritando. Que sejamos bons exemplos para os nossos filhos!

E para finalizar, segue algumas dicas importantes na relação pais-filhos:

1-      Esteja disponível: O filho precisa do pai e da mãe. Precisa sentar junto, falar e fazer coisas com seus pais.  Disponibilidade às vezes não requer muito tempo.

2-      Tenha regras e limites: É necessário estabelecer regras e limites de acordo com a faixa etária do seu filho. E lembre… O segredo do sucesso é ser persistente e paciente.

3-      Comunicação: Dirija-se ao seu filho com entusiasmo e interesse. Olhe nos olhos dele. Se for pequeno, desça ao seu tamanho. Fale de forma que ele realmente entenda o que você quer dizer.

4-      Valorize o que é bom: Valorize o esforço do seu filho. Veja o que ele faz de bom. Tem pais que só sabem criticar.

5-      Tenha calma: Calma gera calma. Comportamento brando gera comportamento brando. Não esqueça, você é o exemplo!

Se observarmos bem de perto, nos veremos em nossos filhos, não é verdade?

Que sejamos pais que afirma o que é maravilhoso nos filhos. Que estimulam e acreditam no potencial deles. Devemos ser exigentes e condescendentes na mesma medida. Nada de exageros. Que estabeleçamos padrões claros de comportamento e nos envolvamos na vida dos nossos pequenos. E principalmente, que possamos compartilhar valores.

 

Até a próxima. 😉

Isleide Braga

Sou uma MULHER de 33 anos que se sente menina às vezes. ESPOSA que ama é amada. MÃE coruja de dois príncipes. TÉCNICA EM NUTRIÇÃO que nunca exerceu essa profissão. PEDAGOGA e pós graduada em psicopedagogia que gosta muito de educação infantil. ALAGOANA que não gosta do calor. CRISTÃ apaixonada por Jesus! Sou Isleide, muito prazer!

2 thoughts on “Filhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SIGA-ME @ INSTAGRAM